top of page
  • Foto do escritorPlaneja Terê

A existência de lixões é sinal da nossa falência enquanto sociedade

Cidadãos e cidadãs de Teresópolis.


Sobre o incêndio do lixão - que pode acontecer de novo: há gás produzido o tempo todo!!!!!

Eu sou da cidade.

Trabalho no mandato do Minc com a pauta dos direitos de catadores e disto que a gente erradamente chama de lixo. Lixo não existe!!!! É matéria prima fora do lugar, como diz o Minc.

A prefeitura é obrigada por lei a fazer coleta seletiva preferencialmente com catadores pagando pelo serviço prestado. Tem que fazer educação ambiental para que cada pessoa saiba separar o orgânico do reciclável. Só vai para o aterro sanitário, por lei, o lixo orgânico. O aterro tem que produzir gás. Este Esta gás tem que ser canalizado e pode ser usado.

Esta cidade já teve um aterro sanitário dentro de todas as normas. O Minc era ministro. Conseguiu $ da FUNASA. Havia um consórcio para que ele fosse mantido com recursos destes municípios. E havia recurso estadual de royalties do petróleo em todos os consórcios. Quando saímos da secretaria de meio ambiente do estado ( Marilene Ramos e Minc) este programa foi abandonado. Prefeituras foram abandonadas à própria sorte e todos os prefeitos irresponsáveis fizeram de conta que nada estava acontecendo.

Arley deixou o aterro sanitário virar lixão novamente.

Este é o quadro atual. E a cidade fechou os olhos para tudo isto. O ministério público e o INEA deixaram isto acontecer. E ninguém foi preso. Ninguém ficou inelegível!!!!!!

Prefeito só vai cumprir a lei 12.305 de 2010 quando o risco for a cadeia ou a inelegibilidade!

Isto sem falar na obrigação das empresas de bancarem a logística reversa de embalagens. Prefeitura não tem que pagar para fazer as embalagens serem recicladas!!!! As empresas de embalagens e as que vendem produtos embalados têm que pagar aos catadores pela coleta e tem que dar destinação final: a logística reversa.

Quem vai cobrar isto?


Denise Rosa Lobato.

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Água: poder e política em teresópolis

A privatização da água em Teresópolis coloca as cartas na mesa da política teresopolitana. Entretanto, antes, um resumo. O saneamento é composto por quatro itens: Abastecimento de água, tratamento de

Comments


bottom of page